segunda-feira, 31 de março de 2014

A Deusa Cega – Anne Holt – Desafio Literário (pessoal)



Quase que nesse mês não rolou o desafio extra do mês – o de autor de um país não muito conhecido e, se der, a receitinha. Aos quarenta e cinco minutos do segundo tempo estou publicando a última resenha!
 
A bem sucedida advogada (da área comercial), Karen Borg, numa caminhada com seu cachorro, encontra um corpo totalmente desfigurado. Qual sua surpresa em saber, depois, que seu ex-colega de faculdade Håkon Sand está investigando o caso, e que o suspeito do crime, que foi encontrado desorientado e totalmente coberto de sangue nas ruas quer que ela seja sua advogada.

Pouco depois, o advogado criminal mais bem sucedido da Noruega, Peter Strup, demonstra interesse na causa, e outro advogado, Hans Olsen aparece também assassinado. A investigadora Hanne Wihelmsen chama a atenção de Sand, pois acredita que todos os casos estão interligados. Juntos, vão tentar desvendar os casos, mesmo com poucas provas e recursos, suspeita de uma grande jogada envolvendo tráfico de drogas, corrupção no governo, envolvimento de advogados e mensagens em códigos.

Como todo livro policial, não vou me atrever a ir além disso, caso contrário posso extrapolar e receber alguns xingamentos (com razão).

Achei o livro bem escrito, bem costurado, mas senti que faltou alguma coisa, aquela vontade louca de não parar de ler para descobrir o final. Sim, eu tinha a vontade, mas ela não era sensacional, entende? Não amei de paixão nenhum dos personagens, ou detestei outros. A que mais me agradou foi Hanne, que aí sim, despertou minha curiosidade. Cheia de segredos, reservada e com humor irônico é, sem dúvida, minha predileta.


Aí a minha surpresa, ao ler mais sobre a autora, que o Deusa Cega é o primeiro livro (de oito, salvo engano), sobre a investigadora. E que, no Brasil, além desse, temos o 1222, que é o último (!!). Minha recomendação, fujam de qualquer notícia sobre o livro 1222, pois já irão saber muito do que aconteceu na vida de Hanne (não gostei de ficar sabendo como ela está, uma droga). Resta saber quando o Brasil vai trazer os demais livros da série, pois meu consolo, agora, é saber a trajetória da investigadora.

Como proposto, termino a resenha com uma receitinha. Para variar, muito fácil, tranquila, e um bolinho de maçã bem gostoso. Se quiser deixar simples, basta servir com café/chá. Se colocar com sorvete do lado e arrumar bem a fatia no prato, impressione seu par :)


Eplekake (ou: bolo de maçã norueguês)
Ingredientes:

2 ou 3 maçãs (prefira as mais ácidas – granny Smith ou pink lady, por exemplo)


1 ovo

180 gr de açúcar


180 gr de farinha
180 gr de manteiga com sal (já mole – em temperatura ambiente)
1 c. café de fermento em pó
Canela em pó
Uma pitada de sal

Modo de preparo:
Cortar a maçã em fatias finas (quanto mais finas, mais difícil será para que elas afundem no bolo. Colocar em uma tigela com água e suco de limão, para que elas não escureçam). Eu não descasquei e acho desnecessário, nessa receita.
Na batedeira, misture o açúcar e a manteiga, até ficar bem claro e fofinho, adicionar os ovos, um a um. Depois, desligar a batedeira e acrescentar a farinha, peneirada, o sal e o fermento em pó.
Colocar em forma tipo tarte (redonda – mas vi fotos com forma retangular mesmo), untada e enfarinhada. Por cima, colocar as fatias de maçã (se tiver dom e/ou paciência, dá para fazer aquele desenho bonitinho, bem organizado). Polvilhar açúcar e canela por cima (usei o mascavo), e assar em forno pré aquecido, 200º, mais ou menos 20 minutos.


5 comentários:

  1. Sou uma norueguesa que estuda português, e estou buscando traduc,ões feitas entre as duas lìnguas. Não sei porque, mas parece impossìvel localizar o tradutor deste livro (que, do resto, conhec,o muito bem). Por caso, você me poderia dizer se o nome do tradutor estiver escrito no livro mesmo?
    Obrigada em antìcipo e saùdes da Noruega
    Heidi Jansen

    ResponderExcluir
  2. Heidi Jansen, desculpe-me pela demora na resposta, sinto muito (o trabalho tem me absorvido muito), mas vamos lá:
    No livro constam as seguintes informações sobre tradução: BK Consultoria e serviços LTDA (Fal Azevedo)
    Espero ter ajudado
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigada! Ajudou, è pena que deve ser tão difìcil localizar o tradutor...
    Tenha um bom dia!
    -Heidi

    ResponderExcluir
  4. á me falaram muito bem desse livro e o vi em uma livraria, porem nunca tinha procurado saber nada sobre ele. Adorei sua resenha, vou coloca-lo na minha estante de leitura!
    Blog novo, se seguir eu retribuo
    http://meninadalivraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ao passar pela net afim de encontrar novos amigos e divulgar o meu blog, me deparei com o seu que muito admiro e lhe dou os parabéns, pois é daqueles blogs que gostaria que fizesse parte de meus amigos virtuais.
    Se desejar visite o Peregrino E Servo. Leia alguma coisa e se gostar siga, Saiba porém que sempre vou retribuir seguindo também o seu blog.
    Minhas cordiais saudações, e um obrigado.
    António Batalha.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir